Conceitualização de saúde e implicações pra programas de assistência médica e intervenção em saúde pública

A saúde é um estado de bem-estar físico, mental e social total. É um direito humano e um bem social. A saúde também se cita à inexistência de doença e enfermidade. Contudo, a descrição de saúde poderá diversificar segundo o tema. A Organização Mundial da Saúde define a saúde como “a carência de doenças ou enfermidades físicas ou mentais”.

Conceituação da saúde

A conceituação da saúde é um procedimento complexo que é moldado por inmensuráveis contextos. Por este post, analisamos os diferentes modelos conceituais de saúde e como esses modelos mudam com o tempo. Posteriormente, exploramos as implicações destas alterações nos programas de assistência médica e de intervenção em saúde pública. Os conceitos de saúde são frequentemente ambíguos e refletem múltiplos significados.

Na Grécia antiga, a saúde era vista como um estado de equilíbrio e unidade de mente e corpo. Na China antiga e na Índia, esse conceito bem como era predominante. Pindar, um médico grego velho, planejou a saúde como um estado de funcionamento harmonioso de inmensuráveis órgãos e enfatizou as dimensões físicas e emocionais da saúde. Ele bem como observou que a saúde é sobre isto conforto e inexistência de agonia.

Conceituação da saúde como certo humano

O justo à saúde é um dos direitos mais básicos dos seres humanos e necessita ser apreciado por todos os seres humanos. O direito não se limita aos cuidados de saúde; Assim como inclui residência segura, alimentos adequados e condições de serviço. Incontáveis tratados internacionais de direitos humanos e constituições nacionais reconhecem o certo à saúde.

Apesar de os direitos humanos e a saúde estejam intimamente entrelaçados, bem como existem diferenças entre eles. Uma diferença é a conceituação da saúde. Alguns estudiosos contestaram que a saúde e os direitos humanos são abordagens complementares ao dificuldade da doença.

Conceituação da saúde como um bem social

A saúde é estabelecida na Organização Mundial da Saúde (OMS) como um estado de bem -estar físico, mental e social completo. É alcançado por meio de uma diversidade de medidas, incluindo a promoção de atividades saudáveis ​​e a limitação de não saudáveis. Estas medidas acrescentam escolhas pessoais e fatores estruturais, assim como a disponibilidade de assistência médica e educação.

O conceito de saúde é central pras ciências médicas e sociais. É uma ferramenta analítica em sociologia médica. No entanto, há insuficiente consenso a respeito a melhor maneira de interpretar a saúde, tornando em debate e polêmica. Este é um problema pros formuladores de políticas. A saúde é multidimensional, complexa e ilusória.

Bem -estar social como um componente integrante da saúde

O bem -estar social é um componente da política de saúde e também é um porte crítico da saúde pública. Embora as políticas de saúde pública sejam opiniões para o conflito a doenças, se também não abordarem perguntas de política social, a resposta a uma pandemia será ruim. É desse jeito que a política social tem que estar alinhada com as políticas de saúde pública. Ao longo da recente pandemia, muitos países promulgaram políticas sociais adicionais para apoiar a saúde pública. Geralmente são temporários, contudo precisam ser usados ​​para apoiar a política de saúde pública.

A assistência social é uma forma de assistência governamental que visa os pobres e vulneráveis. Poderá ser no formato de vouchers ou dinheiro e é pago às pessoas necessitadas. Alguns exemplos acrescentam renúncias à alimentação escolar e taxas por serviços básicos e seguro social. Os programas de seguro social fornecem assistência compensatória pra doenças, e os serviços de assistência social também são uma característica comum desses programas.